Do curso profissional ao ensino superior…e todo um percurso que nos enche de orgulho!

Viviana Martins

De que maneira a EPBJC foi uma mais valia no teu percurso?

A EPBJC não foi apenas uma mais valia, foi a escola que me orientou e redirecionou para um exercício profissional, que me mostrou não só de uma forma teórica mas sim prática o trabalho desenvolvido na área da ASC.

Ao longo da realização do curso, fui percebendo toda a dinâmica envolvente da escola e de todos os professores, deparei-me com um ensino humanizado, próximo e atento às necessidades dos alunos, não era, e não é apenas uma escola que prepara para o mundo técnico e profissional, mas sim para a vida. É uma escola que preza o rigor, os valores e os princípios éticos e morais, valorizando as potencialidades de cada um.

A EPBJC orientou os meus primeiros passos no mundo técnico-profissional, plantou uma semente que ainda hoje germina! Foi o impulso de tudo o que sonho e ambiciono nos dias de hoje! A toda a equipa que compõe a EPBJC o meu profundo e sincero agradecimento por todo o trabalho que desenvolveram e continuam a desenvolver em prol do sucesso profissional dos jovens estudantes.

  

Um curso profissional também pode ser uma via para o ensino superior. Porque decidiste prosseguir os estudos?

Quando ingressei no ensino profissional, não tinha qualquer tipo de perspetivas futuras em relação aos estudos, era uma aluna que até ao momento nunca tinha tido gosto e prazer em estudar, na medida em que me sentia obrigada a aprender matérias com o qual por vezes não me identificava. A minha intenção com a entrada para o curso profissional prendia-se única e exclusivamente à certificação equivalente ao 12º ano de escolaridade, ao mesmo tempo que adquiria alguns conhecimentos, práticas e técnicas de como trabalhar na área da Animação Sociocultural, de forma a permitir que quando concluísse o curso pudesse estar apta a exercer uma profissão.

Graças à própria área em si, ao forte incentivo dos professores e às experiências positivas em contextos reais de trabalho que o curso me proporcionou, alarguei os meus horizontes e tornei-me uma aluna muito mais interessada e consciente da importância do conhecimento, da escola e do estudo. Foi quando percebi que estava na área certa e que poderia investir mais em mim e na minha formação profissional e académica, levando-me ao ensino superior, nomeadamente à licenciatura em Animação Sociocultural e atualmente ao Mestrado de Educação Social e Intervenção Comunitária.

 

Quais são os teus objetivos para o futuro próximo?

Para além de concluir o Mestrado, de uma forma muito geral os meus objetivos passam pela ambição de querer saber, aprender e explorar sempre mais, seja através de ações de formação, cursos e workshops, conferências ou experiências reais em contextos de trabalho, pois a atualização dos conhecimentos é essencial para a carreira de qualquer profissional, principalmente para os que atuam na área social.

Dentro desta área, tanto a nível profissional como a nível pessoal o meu objetivo é procurar sempre melhorar as minhas técnicas e práticas tendo em conta a especificidade de cada público-alvo.